Publicidade

Histórico



sindicato dos trabalhadores Rural de capela do Alto Alegre BA   
 
PRESIDENTE ERIVAN SANTOS SILVA 

Uma eleição diferente

Pela primeira vez a entidade teve um pleito eleitoral composto por três chapas. A eleição ocorreu no dia 03/05/2008 sendo eleita a chapa dois, que é representada pela diretoria atual conforme termo de posse em anexo.Segundo o estatuto terá o mandato do dia 2 de junho de 2008 até o dia 2 de junho de 2012. O principal objetivo dessa chapa segundo o presidente Erivan Santos Silva é fazer um trabalho diferenciado, melhorando o atendimento aos associados e mostrar que o STR não serve apenas para requerer benefícios da previdência e sim, para auxiliar os trabalhadores nessa busca. Mas, basicamente prestar serviço nas áreas técnicas agrícolas e jurídica reivindicando e defendendo os trabalhadores, frente aos órgãos competentes. A diretoria vem conscientizando os associados sobre a necessidade máxima de organizações de seus documentos a fim de facilitar o requerimento de seus benefícios.
Postado por. Aelson Fotos e video.

 Capela do Alto Alegre - Bahia

Localização e Geografia:
O município de Capela do Alto Alegre é um município baiano pertenncente a microrregião de Serrinha, fica situado na Zona Fisiográfica de Feira de Santana e é um dos municípios do Território de Identidade Bacia do Jacuípe. A sua sede possui uma altitude de 412m, o ponto mais alto é de 489m e o ponto mais baixo é de 283m.
Os municípios que fazem divisa com Capela do Alto Alegre são: ao Norte Gavião e São José do Jacuípe. Ao Sul ficam os municípios de Pé de Serra e Pintadas, ao Leste Nova Fátima e ao Oeste ficam Mairi e Várzea da Roça. A distância entre Capela do Alto Alegre e a Capital é de aproximadamente 230 km.
Principais atividades econômicas
A economia de Capela do Alto Alegre provém em sua maior parte da agricultura familiar e pecuária, sobretudo leiteira.
Identidade cultural dos municípios:

Origem do nome
O nome Capela do Alto Alegre originou-se da junção de três elementos distintos: Capela por ter como marco de sua fundação a primeira missa realizada em uma pequena capela improvisada; do Alto, porque estava situada no ponto mais alto da Fazenda Desabafo. E Alegre, pelo fato de sua gente expressar atitudes de extrema alegria.
Histórico
A fundação da cidade de Capela do Alto Alegre ocorreu aos 17 de abril de 1912, tendo como seu marco de fundação a primeira missa rezada pelo padre Manoel Maria, Pároco de Mairi. Tendo como protagonistas da história da cidade, o Sr. Joaquim Machado, sua esposa, a Srª Rosalina Gomes e seu filho adotivo o Sr. Cornélio Rodrigues dos Santos; desde sua fundação Capela era um distrito dependente do município de Riachão do Jacuípe.


O primeiro plebiscito visando a emancipação política ocorreu em 25 de novembro de 1984. O desmembramento definitivo de Riachão do Jacuípe se deu através da Lei nº 4.409 de 19 de março de 1985, Capela torna-se a partir de então um município independente.
Principais manifestações culturais:
Assim como outros pequenos municípios baianos, Capela do Alto Alegre é um lugar com enorme riqueza cultural. As manifestações culturais de Capela fazem parte da história de seu povo, está marcada na memória dos que aqui vivem e são elementos fundamentais para a construção da identidade do Capelense.


As manifestações mais expressivas na tradição do município são: Cantigas de Roda, as quais são praticadas pelas mulheres que fizeram, fazem e farão parte da história do munícipio; o Samba de Regional, muito querido em nossa região, as Festas de Padroeiro, principalmente a de Santo Antônio realizada desde o princípio da história entre os dias 01 e 13 de junho.


Capela por ser tão rica em cultura valoriza a diversidade, logo os cristãos evangélicos têm, assim como os conterrâneos Católicos, seu momento de festa e louvor, este ocorre na semana do evangélico a qual culmina no dia 23 de setembro, dia que é reconhecido no município como dia do evangélico.


Há a tradicional Festa da Colheita, momento em que todos os agricultores e trabalhadores de todos os setores do município se reúnem para festejar e mostrar seus talentos em explendidos espetáculos de dança, música e demais manifestações culturais típicas da região como “trança-fita” e “reis de moça”.


Vale destacar também o “Boi Roubado”, momento que mescla cultura, trabalho e solidariedade de um povo e o Desfile Cívico de Sete de Setembro, que tem como protagonistas estudantes das escolas públicas.


Tem também o “Festival de Violeiros” que reúne artísticas dos quatro cantos do município, as Festas Juninas, principalmente a de São João que atrai muitos visitantes e tem concursos de quadrilhas. Em Capela também há Festas de Vaqueiros e Fazendeiros com cavalgadas, corridas e argolinhas.


Capela acredita que cultura é diversidade, logo promove no mês de Novembro a comemoração do Dia da Consciência Negra, um evento onde toda comunidade se reúne para promover a união e contemplar diversas expressões artísticas como samba, capoeira e dança.


Patrimônio Cultural (Material e Imaterial):
Sabe-se que o patrimônio cultural de um povo é a sua maior riqueza, logo Capela do Alto Alegre, apesar de ser um pequeno município que enfrenta algumas dificuldades, detém uma grande riqueza patrimonial esta encontra-se visível em diversas formas:


Na culinária com seus deliciosos pratos preparados a base de ingredientes regionais como milho, mandioca, animais criados na região, leite etc. Um dos alimentos que merece destaque na culinária capelense é a deliciosa rapadura de batata de umbu, um doce feito com uma raiz encontrada na região. Mas não é só na culinária que se encontram os talentos de Capela. Quando o assunto é artesanato, o povo se destaca. Da mesma maneira que ocorre com a culinária, no artesanato também são usados elementos da região como matéria-prima para os artistas que transformam barro em belas obras como panelas, potes, moringas e demais objetos, transformam palhas do ariri em esteiras, chapéus e bolsas. As mulheres capelenses também são pintoras e bordadeiras, muitos são os trabalhos feitos por pessoas que com seu talento e habilidade encontram na arte o meio para sobrevirem e cuidarem de suas famílias.


No que se refere ao patrimônio material edificado, Capela tem como destaque o cruzeiro e a capelinha do monte, os quais são símbolos do município, a Igreja Matriz e algumas casas de moradias possuem arquitetura da época em que a cidade foi fundada. Há também patrimônios naturais como o supracitado “monte”, uma serra que todos fazem questão de visitar ao ir no município e os “Olhos D’água”, um verdadeiro oásis e um verdadeiro manancial de águas cristalinas no meio da caatinga.


Capela do Alto Alegre é um município rico, onde seu povo de muita fé, que sobe o monte na sexta-feira santa, alegre que samba e dança um forró como ninguém e forte que mesmo enfrentando problemas climáticos e de outras ordens conseguem permanecer de cabeça erguida, mãos dadas, caminhando sempre.


Principais Grupos Artísticos e Músicos, Sambadores, Aboiadores 
  • Grupo de Dança Capelauê
  • Grupo Hip Hop do Projovem
  • Grupo de Sambadores Cavaquinho de Ouro
  • Grupo de Sambadores de Tanquinho
  • Grupo de Sambadores do Bairro Açude
  •  Neguinho e Nicanô 
  • Grupo Magia
  • Juka dos Teclados
  • Forrozão Fera Livre
  • Chamego Novo
  • Sfrega Muleka
  • Forrozão Tadeu e Guina
  • Novo Cenário
Violeiros e Duplas Sertanejas;
  • Sertanejo e Pantanal
  • Jilberto e Judicael
  • Valdo e Joci
  • Nem de Justino
  • Vando e Poca
  • Pacheco e Praiense
  • Sergio da Viola´
  • Sebastião e Joanita
  • Lourival
  • Zé Rubens
  • Ze de Zenane
  • Joãozinho
  • Lucas
  • Yago e André
  • Vínicios e Juninho
  • Neto e Nildo
  • Bel e Fernando
  • Zé Baiano e Baianinho
Calendário de Eventos de Capela:
    1 - JANEIRO Inicio do Projeto Nossa Terra Nossa Cultura, Lavagem do Quilombo. 2 - FEVEREIRO 3 - MARÇO 19 de Março Emancipação Política Final Festival de Música 4 - MÊS DE MAIO 1º de maio - Dia dos Trabalhadores 5 - ABRIL 17 abril Aniversário de Capela 6 - JUNHO 13 de Junho - Festa do Padroeiro da Cidade Santo Antonio 3ª semana de Junho - Arraia do Alto Alegre 23 de Junho - Inicio do Arraia dos Povoados 7 - JULHO 8 - AGOSTO Festa do Padroeiro de Lagoa das Flores "São Francisco de Assis" Festa do Padroeiro de Baixa do Cedro 9 - SETEMBRO 07 de Setembro - Desfile Cívico 2º domingo - Festa da Colheita 23 de Setembro - Dia do Evangélico 10 - OUTUBRO 12 Outubro - Dia da criança - Lavagem do kiosk "Praça Joaquim Machado" 11 - NOVEMBRO 20 de Novembro - Comemorações ao Dia da Consciência Negra 11 - DEZEMBRO



  • Povoados do município:
 Ipiraí
Ipiraí é um povoado do municipio baiano de Capela do Alto Alegre. Sua população é de aproximandamente mil habitantes.

Foi fundado em meados da década de 1940, tendo como fundadores o casal Luís da França e sua mulher. Sua principal fonte de renda é a produção agrícola e a pecuária, tento ainda vários pontos comerciais.

Cortado pelo rio Sacraiú, Ipiraí esta localizado na bacia do rio Jacuípe. Possui uma escola de ensino fundamental e uma de ensino maternal e muitas outros residênciais.

Ipiraí - Emigração: Durante anos a sua pequena população sofria com a falta de chuvas, como em todo semi-árido nordestino, a partir do início da década de 1970, alguns patriarcas saíram em busca de oportunidade de trabalho em outros estados, principalmente em São Paulo, no interior especificamente, durante anos as pessoas iam e vinham, cada vez o número de pessoas que viajavam em busca desta “oportunidade de trabalho” se tornava maior, as pessoas que viajavam traziam sempre informações de que lá naquela terra distante eles estavam melhores do que em Ipiraí, com isso, criou-se uma rotina anual, as pessoas viajavam para o interior de São Paulo no início da “Safra da Usina de Cana de Açúcar” e retornavam após o seu término, que durava em média 7 meses, neste processo de ida e volta, muitas pessoas acabavam ficando por lá, construíam suas casas e constituíam famílias. A cidade com a maior concentração de ipiraienses, é Américo Brasiliense, pertencente à microrregião de Araraquara, no Estado de São Paulo, onde hoje existe mais pessoas de Ipiraí morando lá, do que em Ipiraí. Anualmente acontece em Ipiraí a festa do Emigrante, festa que representa a história de como tudo começou.
Giorlando de Santana - Filho deste povoado maravilhoso!

Ipiraí é um povoado de muita riquezas, está sempre lindo, suas paisagens alegres e deslumbrantes das "serras do engano" destacam esse povoado de pessoas solidárias, onde funciona um ciclo de ajuda. É um lugar sossegado, possui 6 igrejas e a cada dia mais se desenvolve, a inclusão digital já está chegando nas escola do ensino fundamental, a construção da praça e muitos outro progressos que vão vir!!! Cresce Ipiraí. Autor: Áleff Wesley
     Quer saber mais clique aqui      http://pt.wikipedia.org/wiki/Capela_do_Alto_Alegre


Histórico Histórico Reviewed by Aelson fotos on 17:08 Rating: 5