Publicidade

“Transferência de Lula é perseguição de um Estado que quer matar mais um preso político”, diz deputada Neusa

A deputada estadual Neusa Cadore (PT), presidenta da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Bahia, denunciou a ação do juiz corregedor Paulo Eduardo de Almeida Sorci, do Tribunal de Justiça de São Paulo. Nesta quarta-feira (7), atendendo a um pedido da Polícia Federal (PF) e da juíza da 12ª Vara Federal de Curitiba, Carolina Lebbos, o magistrado determinou a transferência do ex-presidente Lula para a penitenciária de Tremembé, em São Paulo.

“Lula precisa ser solto imediatamente, pois ele foi sequestrado e julgado por tribunais de exceção que desrespeitaram as leis e os direitos humanos. A transferência de Lula é perseguição de um Estado que quer matar mais um preso político. É mais um ato ilegal de um processo marcado pela parcialidade e crimes cometidos pelo atual ministro da Justiça, Sérgio Moro”, afirma Neusa.

A parlamentar citou, a partir de informações divulgadas pela imprensa, que o juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci foi nomeado em fevereiro pelo ministro Moro para um cargo no Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, em Brasília. “O Brasil está abismado com o jogo sujo de setores do Judiciário e do Ministério Público que articularam para prender injustamente Lula e eleger Bolsonaro. Está provado que Lula é um preso político e que a sua vida está em risco”, defende a deputada. 

Ascom Neusa Cadore
“Transferência de Lula é perseguição de um Estado que quer matar mais um preso político”, diz deputada Neusa  “Transferência de Lula é perseguição de um Estado que quer matar mais um preso político”, diz deputada Neusa Reviewed by Aelson fotos on 10:36 Rating: 5

Nenhum comentário