Publicidade

Dançarina da Sala de Reboco morre depois de carro que estava com demais componentes da banda não obedecer parada e ser alvejado por policiais

O caso ocorreu no trecho que liga Irecê a Lapão
A dançarina Gabriela Moura da banda Sala de Reboco morreu após ser baleada no início da madrugada desta sexta-feira (05), em Irecê. Outros integrantes do grupo também foram atingidos pelos tiros.

Segundo a Polícia Civil, uma Guarnição da Rondesp (Rondas Especiais) avistou um veículo Toyota SW4, cor preta, e solicitou a parada do veículo , mas o condutor não obedeceu. A fim de interceptar o carro, os policiais pediram apoio a uma equipe da Companhia de Emprego Tático Operacional (CETO) do 7º Batalhão da Polícia Militar.

Ainda conforme a nota, o motorista não atendeu a ordem de parada e fugiu, momento que os militares efetuaram disparos contra o veículo.
Foram atingidos Joelma Rios (vocalista), Gabriela Moura (dançarina), Suelen Sodré Mendonça Pinheiro (dançarina) e Elieselson Possidônio (sanfoneiro), que foram socorridos ao Hospital Regional de Irecê. Gabriela não resistiu aos ferimentos e morreu na sala de cirurgia da unidade. Suelem foi atendida e liberada. Não há informação sobre o estado de saúde dos outros integrantes da banda Sala de Reboco.

De acordo com a Polícia Civil, o condutor do veículo, Cláudio Pereira Batista não foi atingido e foi apresentado à Delegacia Regional de Polícia Civil por conduzir veículo sob efeito de álcool.

À Rádio Líder FM, o proprietário da banda, conhecido como Toinho, negou a versão da Polícia. “O que nós sabemos que não houve nenhuma manobra, nenhuma contramão […] Não tinha motivo de tanta violência. O carro era de Irecê, o pessoal desceu desesperado pedindo para parar, que não tinha nenhum marginal, os vidros estavam baixos. Eu quero pedir o apoio das autoridades que nos ajude porque isso não pode ficar dessa forma porque pode acontecer com outras famílias”, relatou o empresário.
Antônio não estava no veículo no momento do ataque, mas detalhou ao G1 o relato das vítimas, que estavam hospedadas em Irecê. Ele conta que as duas dançarinas, o sanfoneiro e a cantora da banda decidiram jantar em Lapão, cidade a cerca de 11 km de Irecê. Quando retornaram, foram seguidos pela polícia que começou a atirar contra o carro.
“Eles contam que a polícia seguiu eles com o carro apagado, sem o giroflex ligado, e em momento algum pediu que eles parassem o veículo”, contou Antônio.

Após ser atingida, a dançarina Gabriela ainda foi socorrida para o Hospital Regional de Irecê, mas não resistiu ao ferimento. Já o sanfoneiro, Eliedelson Porcidônio Júnior foi baleado na perna e está internado na mesma unidade de saúde. Já a cantora Joelma Rios foi atingida nas nádegas e de raspão na perna.

“Joelma contou que quando percebeu os disparos, ela saiu do carro com as mãos para cima, gritando, dizendo que no carro só tinham trabalhadores, artistas. Ela disse também que, com o barulho da ação, os moradores saíram das casas”, contou Antônio.

O dono da banda detalhou que o grupo havia feito o último show da agenda junina no dia 30 de junho, em Jacobina, cidade também do norte da Bahia. Entretanto, como Antônio tem um escritório em Irecê e os integrantes da banda têm conhecidos na região, eles ficaram em na cidade baiana para descansar.

A banda Sala de Reboco é de Fortaleza – CE e durante os festejos juninos se apresentou em várias cidades da Bahia, inclusive foi assunto aqui no Calila Noticias que acompanhou o show na cidade de Miguel Calmon
 
Redação CN * informações Central Notícia e G1





Dançarina da Sala de Reboco morre depois de carro que estava com demais componentes da banda não obedecer parada e ser alvejado por policiais Dançarina da Sala de Reboco morre depois de carro que estava com demais componentes da banda não obedecer parada e ser alvejado por policiais Reviewed by Aelson fotos on 11:01 Rating: 5

Nenhum comentário