Publicidade

Prefeito de Ipirá afastado pela PF foi o quinto no cargo em seis anos; entenda


A Polícia Federal afastou do cargo, nesta terça-feira (21/8), o prefeito de Ipirá, Marcelo Brandão (DEM). A ação foi motivada Operação Offerus, que desarticulou um esquema de fraude a licitações. Quem assume o cargo enquanto as investigações seguem é o vice, José Ricardo. Curiosamente, ele será o sexto chefe do executivo municipal em seis anos.

O democrata afastado nesta terça foi o quinto da série, que teve Ana Verena, Ademildo Almeida, Aníbal Ramos e Jota Oliveira. Essa história, de muitos protagonistas começou no final 2012, quando a então prefeita deixou o comando da cidade. O problema é que, em 2016, o seu sucessor se afastou para tratamento de saúde, morrendo em julho.

Naquele ano, o presidente da Câmara de Vereadores, Aníbal Ramos, chegou à Prefeitura, mas não ficou muito tempo. Isso porque, no final de 2016, os parlamentares, por meio de eleição indireta, acabaram destituindo ele do poder e elegendo Jota Oliveira por um voto de diferença.

A “dança das cadeiras” acabou no início de 2017, quando Marcelo assumiu. Ele venceu a disputa eleitoral com pouco menos de 18 mil votos. Seu concorrente? O próprio Aníbal Ramos, que obteve pouco mais de 16 mil votos

Fonte Aratuonline.
Prefeito de Ipirá afastado pela PF foi o quinto no cargo em seis anos; entenda Prefeito de Ipirá afastado pela PF foi o quinto no cargo em seis anos; entenda Reviewed by Aelson fotos on 10:24 Rating: 5

Nenhum comentário